InícioPortalCalendárioFAQRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Onde e Aonde
Qua Jul 06, 2011 7:17 am por Edvaldo Feitosa

» VENTO
Qua Abr 27, 2011 5:46 am por Odir, de passagem

» Quadra - Parabéns São Paulo
Ter Fev 08, 2011 2:28 am por Vilma Piva

» OUTONO - I - II - III
Ter Jan 25, 2011 2:55 pm por Vilma Piva

» FUGA / SOLIDÃO
Ter Jan 25, 2011 2:46 pm por Vilma Piva

» Folhas I
Dom Jan 23, 2011 9:38 am por Marli Franco

» Ausência
Dom Jan 23, 2011 9:35 am por Marli Franco

» DEUS NASCEU NO EXÍLIO
Sab Jan 01, 2011 5:21 pm por Vilma Piva

» COMIDAS DE ANO NOVO
Seg Dez 27, 2010 3:01 am por Vilma Piva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe | 
 

 A Guardiã dos Livros e o Conde--Capítulo I – A Biblioteca

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Marli Franco
Amigo Diamante
Amigo Diamante


Data de inscrição : 03/07/2009
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: A Guardiã dos Livros e o Conde--Capítulo I – A Biblioteca   Qua Nov 03, 2010 12:17 am




A Guardiã dos Livros e o Conde
Capítulo I – A Biblioteca

Em um mundo além do olhar concreto havia um condado enfeitiçado, criado a partir de partículas perdidas do pensamento que pairava vagando sem rumo na boca dos livros antigos.

O condado ficava bem escondido na biblioteca do centro, e o tempo lá era bem diferente do tempo em nossa dimensão. Lá no século cor de âmbar e o ano gema 1.

A porta para entrar neste mundo ficava atrás da coluna dos livros dos pensadores ,era só encostar a palma da mão pintada de azul que a porta se abria como uma janela ao sol ,a luz irradiava e tragava para dentro quem ali estivesse.

E assim começa nossa estória com uma trabalhadora da biblioteca , sem muito pensar a nossa personagem , que enquanto limpava os livros esqueceu de limpar a própria mão na mão quando usou de uma caneta na recepção da biblioteca.Gostava do seu trabalho e como havia visto o relógio assinalar seu atraso saiu correndo limpar os livros antes que o tempo fugisse do seu controle.Sem nada saber , a não ser que amava sua profissão de bibliotecária tomou um golpe do destino quando os livros se abriram e a sugaram para dentro do condado.

No primeiro momento o pânico surgiu, depois sua linha pratica de ordem foi verificar o que estava acontecendo e tentar resolver a situação.O seu nome era Ameg e no instante que adentrou neste mundo reverso percebeu que em primeiro lugar ela recebia o novo nome: a guardiã Gema( seu nome era um anagrama) e nada podia fazer pois o nome foi tatuado em seu pulso assim que caiu dentro do condado.Uma tatuagem em forma de pulseira em cada gema uma letra.

A sua roupa também foi alterada, estava enfiada nas roupas cheias de detalhes como uma perfeita guardiã com símbolos de fênix em dourado . Ameg se viu girando e assumindo as tarefas rotineiras zelando pelo povoado.

No ângulo real ,fora do condado, tudo continuava parado no tempo , a guardiã descobrira que o condado nada mais era do que uma fuga de pensadores , para um mundo imaginário onde a existência poderia tirar férias e ficar experimentando soluções inviáveis.E assim ela também poderia tirar estas férias e como precisava então porque se privar se até os pensadores se deram a este prazer...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®





Voltar ao Topo Ir em baixo
Vilma Piva
Amigo Diamante
Amigo Diamante
avatar

Data de inscrição : 02/07/2009
Localização : Araras - SP

MensagemAssunto: Re: A Guardiã dos Livros e o Conde--Capítulo I – A Biblioteca   Ter Nov 09, 2010 12:03 am

Marli, querida Poetisa,

Estive em viagem nesse teu enredo surreal, lá do século âmbar no ano gema 1,
Despertou a curiosidade, pois tudo pode acontecer com essa personagem que se vê de frente com essa magia transformadora...
O bom mesmo é isso ai, relaxar, fugir da rotina estafante e adentrar o mundo mágico da fantasia.
Bom te ler,

Beijos,
vilma
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Guardiã dos Livros e o Conde--Capítulo I – A Biblioteca
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Dádiva de Amor || Capítulo 29
» Dádiva de Amor || Capítulo 55
» Dádiva de Amor || Capítulo 34
» Razão de Viver || Capítulo (3)
» Dádiva de Amor || Capítulo 38

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ESPAÇO CULTURAL PARA OS AMANTES DA POESIA  :: VARANDA POÉTICA :: SALA DA PALAVRA :: Contos Curtos-
Ir para: