InícioPortalCalendárioFAQRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Onde e Aonde
Qua Jul 06, 2011 7:17 am por Edvaldo Feitosa

» VENTO
Qua Abr 27, 2011 5:46 am por Odir, de passagem

» Quadra - Parabéns São Paulo
Ter Fev 08, 2011 2:28 am por Vilma Piva

» OUTONO - I - II - III
Ter Jan 25, 2011 2:55 pm por Vilma Piva

» FUGA / SOLIDÃO
Ter Jan 25, 2011 2:46 pm por Vilma Piva

» Folhas I
Dom Jan 23, 2011 9:38 am por Marli Franco

» Ausência
Dom Jan 23, 2011 9:35 am por Marli Franco

» DEUS NASCEU NO EXÍLIO
Sab Jan 01, 2011 5:21 pm por Vilma Piva

» COMIDAS DE ANO NOVO
Seg Dez 27, 2010 3:01 am por Vilma Piva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe | 
 

 CORDÉ DO AMÔ

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lílian Maial
Amigo
Amigo


Data de inscrição : 16/08/2009

MensagemAssunto: CORDÉ DO AMÔ   Dom Ago 16, 2009 5:33 am

CORDÉ DO AMÔ
Lílian Maial


O amô é uma duença,
nos ataca pelas costa,
faz qui é tudo só querença,
qui de tudo o cabra gosta,
mai basta num concordá
com o qui seu mestre mandá,
pra virá tudo uma bosta.



O amô faz nós surri,
um surriso de ilusão,
meusamô daqui e dali,
meu benzim, minha paixão,
mai deixa um homi espiá,
pramodi ti namorá,
qui vai tudo pelo chão.


O amô tem u desejo,
de vivê sempre du ladu,
i cumeça co’o tar beijo,
deixa os dois apaixonadu,
inté qui'ôtra boca surge,
num há flô qui nunca murche,
esse vaso tá rachado!


O amô é tão bunito,
Nasce lindo com' anjinhu,
Faz o coração aflitu,
Si separa o seu caminhu,
Mas ele mostra a feiúra,
Num momento di lorcura,
Se u ciúme é seu padrinho.


O amô é um ancião,
é palhaço bem manjadu,
engambela a multidão,
Faz du isperto um atolado,
Mai todo mundo qué tê
Um amô inté morrê,
Êta truque bem forjado!


O amô engana u tempo,
jura qui num tem mais fim,
Tudo é só contentamento,
Si ocê tá juntu di mim,
o chato é quandu si casa,
u carim pra sempre atrasa,
Tem criança no meín...



O amô é tudi bom,
como é bom fazê cordé,
pur isso é sempre bom tom,
num arriscá sem tê fé,
Qui esse troço é traiçuêru,
Ninguém sabe quem primêru,
Lá pra traiz deixô o pé...


O amô tem seus percalçu,
todo dia é posto ‘a prova,
tem muié cum fio falso,
corôa flertando a nova,
bunito é só u cumeço,
Adispois vem os tropeço,
Se é cumigo, leva sova!



O amô num tem idadi,
ama, o gato, a quarentona,
E co’a maió liberdadi,
Ama, o véio, a gostosona,
O difíci é qui nem nóis,
Cá debaixu dus lençõis,
Disgrudá da maratona!



O amô num tem frontêra,
filicidadi qui encanta,
posso num sê brasilêra,
mas sutaque num ispanta,
só num vai miscigená,
purquê eu viro carcará,
navaia na coxa canta!



O amô é todu intrega,
ce dá tudo qui ocê tem,
dá o céu, dá as estrêla,
dá o cume, sem porém,
adispois di tanto dá,
si num tem pro ladicá,
vai pagá cum u teu tumém...



O amô é sorratêro,
chega bem divagarinhu,
treme u corpo pur intêro,
ti derreti direitinhu,
mas na hora di acabá,
é baruio di matá,
dessa frô só fica u ispinhu.



Meus amigo du RECANTO,
num credita nas palavra
di poeta aqui mangano,
só brincano de sê brava,
qui o amô é alimentu,
seje alegre ou sufrimentu,
nasce em mim i num si acaba!


********
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marli Franco
Amigo Diamante
Amigo Diamante


Data de inscrição : 03/07/2009
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Qua Jan 13, 2010 4:13 am

Liliam

Querida Poeta belíssimo cordel, um momento rico.
Do primeiro ao último verso prende atenção do leitor.

Parabéns caríssima!
um beijo de violetas e meu carinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vilma Piva
Amigo Diamante
Amigo Diamante
avatar

Data de inscrição : 02/07/2009
Localização : Araras - SP

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Qua Jan 13, 2010 3:41 pm

Lilian, querida Poeta,

O amô num é besta,não...
Pode até causa tontura,
fazê beicinho e loucura
mas num é tonto não......rs
Maravilha de cordel, querida amigal!!!!!! Adoreiiiiiiiii
Bravissimo !!

Beijos procê,
Vilma
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lílian Maial
Amigo
Amigo


Data de inscrição : 16/08/2009

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Sab Jan 16, 2010 6:08 am

Queridos Elamer, Marli e Vilma,

Como cantava o poeta:

"o amor é uma agonia:
vem de noite, vai de dia,
é uma alegria e, de repente,
uma vontade de chorar."


Beijos e obrigada pela companhia deliciosa,
Maial
Voltar ao Topo Ir em baixo
herculano alencar
Amigo Prata
Amigo Prata


Data de inscrição : 16/07/2009
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Sab Jan 16, 2010 10:15 pm

Bravo, Lí!
Beijos,
Cula
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lílian Maial
Amigo
Amigo


Data de inscrição : 16/08/2009

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Dom Jan 17, 2010 1:43 am

Obrigada, menino Culinha!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Amigo Bronze
Amigo Bronze
avatar

Data de inscrição : 25/05/2010

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Qui Maio 27, 2010 1:02 am

Poeta Lilian, adorei o teu cordel, e também pensei no amor

O amô é cumplicadu
tem beijinhu e ciúmi
qui sentimentu danadu
Haja nóis pra tanto grudi
Só o padim Padi Ciceru
Podi levá essa genti
pra um amô apaziguadu


Última edição por Luna em Sex Maio 28, 2010 6:42 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Odir, de passagem
Amigo Prata
Amigo Prata
avatar

Data de inscrição : 11/07/2009

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Qui Maio 27, 2010 4:19 am



Interagindo no Cordé do Amô da amada poeta Lilian Maial

O amô é cuma o má
condo as oindas se incendeia.
Dá na gente um má está
condo mais nois esperneia.
Adispôs chega a tontêra,
e tome a falá bestêra,
aboletados na areia!

Condo o amô entra na veia
direto pro coração,
a sua pegada é feia!
a gente perde a razão,
manhece todo meloso,
fica babando de gozo,
insquece as letra do não.

O amô faz o perdão
sê ingual a rapadura,
basta só pegá na mão
e dá tempo a nova jura,
mai num jeitinho tão doice
que mermo se dando um coice,
tem parença cum ternura.

O amô, condo é procura,
se assemeia cum paxão,
condo a gente se aventura
narguma chamegaxão.
Inté mermo condo dado,
merece todo coidado.
se não acaba no chão.

O amô é cuma o pão.
Tem doce, azedo e saigado,
de poca feimentação,
dormido ô muito sovado,
mai o amô mai tinhoso
o queu acho mai gotoso,
é o amô caramelado!

Odir, com aplausos,

DE PASSAGEM
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://oklima.net
Lílian Maial
Amigo
Amigo


Data de inscrição : 16/08/2009

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Sex Maio 28, 2010 3:00 am

AMEI, Odir!!!
Venha SEMPRE!
Beios,
Lílian
Voltar ao Topo Ir em baixo
Odir, de passagem
Amigo Prata
Amigo Prata
avatar

Data de inscrição : 11/07/2009

MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   Sex Maio 28, 2010 6:36 am

QUI NADA, PUETA LILIAN! BASTA SUNCÊ VORTÁ CUMA NOVA CANTIGA PRAEU ME ACHEGÁ E CANTÁ CUM SUNCÊ SEM SOBROÇO. UM ABRAÇAO DO TAMANHÃO DA SERRA DE PIRAPORANHA.
EU, DE PASSAGE
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://oklima.net
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: CORDÉ DO AMÔ   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
CORDÉ DO AMÔ
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ESPAÇO CULTURAL PARA OS AMANTES DA POESIA  :: VARANDA POÉTICA :: CORDEL-
Ir para: