InícioPortalCalendárioFAQRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Onde e Aonde
Qua Jul 06, 2011 7:17 am por Edvaldo Feitosa

» VENTO
Qua Abr 27, 2011 5:46 am por Odir, de passagem

» Quadra - Parabéns São Paulo
Ter Fev 08, 2011 2:28 am por Vilma Piva

» OUTONO - I - II - III
Ter Jan 25, 2011 2:55 pm por Vilma Piva

» FUGA / SOLIDÃO
Ter Jan 25, 2011 2:46 pm por Vilma Piva

» Folhas I
Dom Jan 23, 2011 9:38 am por Marli Franco

» Ausência
Dom Jan 23, 2011 9:35 am por Marli Franco

» DEUS NASCEU NO EXÍLIO
Sab Jan 01, 2011 5:21 pm por Vilma Piva

» COMIDAS DE ANO NOVO
Seg Dez 27, 2010 3:01 am por Vilma Piva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe | 
 

 TSUNAMI

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Damião Cavalcanti
Amigo Bronze
Amigo Bronze
avatar

Data de inscrição : 03/07/2009
Localização : JOÃO PESSOA - PARAÍBA

MensagemAssunto: TSUNAMI   Ter Nov 10, 2009 6:43 am

Damião Ramos Cavalcanti



TSUNAMI



Não havia escutado com tanta frequência esta palavra esquisita, pouco parecida com coisa da linguagem corrente. Pudera! essa alienígena vem do outro lado do mundo, do idioma japonês, significando “onda gigante”, provocada naqueles distantes oceanos por distúrbios sísmicos, terremotos, erupções vulcânicas, talvez por queda de meteoro, cuja explosão equivale até dois ou três megatons. Emocionante a cena do filme em que o filho de uma das ilhas nipônicas oferece um prato de arroz ao mar, como se fosse oferenda a Iemanjá, para que ele sossegue, não invada suas casas, permaneça no seu lugar, considerando a praia limite da boa convivência.

Confesso certo temor. Durmo e acordo, vendo, do meu alpendre, o gigantismo do mar. E recordo comentários de que ele, há tempos remotos, quebrava suas ondas na barreira que separa o bairro São José, do Jardim Luna, invadindo o rio Jaguaribe. Isto é, lavava a distante retaguarda do meu quintal, marcando, como cachorro, a propriedade do seu espaço. Às vezes, me interrogo: as águas farão valer a profecia “o sertão vai virar mar, e o mar virar sertão”? Além do mais, vem o jornal nos avisar que a Paraíba poderá ser atingida por um tsunami com ondas de cinquenta metros. E a Veja nº 44, comenta o filme 2012, sobre o calendário “que reaviva esse temor”. Imaginei morar nas nossas arcas de Noé, cidades montanhosas como Campina Grande, Teixeira, Areia, Serraria, Araruna, Bananeiras, Solânea ou pela Serra do Pirauá, nas vizinhanças de Salgado de São Félix, Natuba e Umbuzeiro. Que minta a imprensa!

Os ambientalistas reclamam a terra invadindo os oceanos. Muito mais: o homem, predador da natureza, apedreja o mar, jogando lixo e detritos nas águas; enfim, provoca-o com insultos e baixarias. Quem sabe se esses distúrbios sísmicos sejam apenas rancor da grande água e ameaças de sua vingança? Distante daqui, morre Ana Isabel, da família campinense Pinheiro da Silva. Ana dominou profundezas e águas calmas dos açudes; nadou em pé e deitada nas pacíficas águas de rios e saltou resignadas ondas de nossas praias, mas, não resistiu à fúria do tsunami de Samoa. O mar está em toda a Terra, semelhante à onipresença das divindades. Que os tsunamis nos deixem em paz com a promessa da natureza ser bem tratada. Esta é a única oferenda que apazigua o poderoso mar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: TSUNAMI   Qua Dez 02, 2009 7:19 pm

Nobre e Imortal Poeta-Cronista Damião Cavalcanti.


Sua densamente escrita crônica Tsunami nos faz refletir sobre a fragilidade do ser humano diante da natureza, diante da própria vida. Apenas um evento natural, e quase previsível, da trajetória do planeta que habitamos pode levar de roldão cidades inteiras, ceifando vidas que nos são tão caras e preciosas. Histórias bonitas, escritas com tanto esmero e carinho à pena das nossas lutas, conquistas e legados, sendo em segundos tragadas pelas impiedosas ondas gigantes, como se aqui nada de mais importante houvesse...

Parabéns pela crônica, li com muito prazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
TSUNAMI
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ESPAÇO CULTURAL PARA OS AMANTES DA POESIA  :: VARANDA POÉTICA :: SALA DA PALAVRA :: Crônicas-
Ir para: