InícioPortalCalendárioFAQRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Onde e Aonde
Qua Jul 06, 2011 7:17 am por Edvaldo Feitosa

» VENTO
Qua Abr 27, 2011 5:46 am por Odir, de passagem

» Quadra - Parabéns São Paulo
Ter Fev 08, 2011 2:28 am por Vilma Piva

» OUTONO - I - II - III
Ter Jan 25, 2011 2:55 pm por Vilma Piva

» FUGA / SOLIDÃO
Ter Jan 25, 2011 2:46 pm por Vilma Piva

» Folhas I
Dom Jan 23, 2011 9:38 am por Marli Franco

» Ausência
Dom Jan 23, 2011 9:35 am por Marli Franco

» DEUS NASCEU NO EXÍLIO
Sab Jan 01, 2011 5:21 pm por Vilma Piva

» COMIDAS DE ANO NOVO
Seg Dez 27, 2010 3:01 am por Vilma Piva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe | 
 

 O fado e o xaxado

Ir em baixo 
AutorMensagem
herculano alencar
Amigo Prata
Amigo Prata


Data de inscrição : 16/07/2009
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: O fado e o xaxado   Sex Jan 08, 2010 10:38 pm


O fado e o xaxado brincando de roda
Herculano Alencar

Nos tempo das caravela,
Das grande navegação,
A paisage era mais bela,
Num tinha devastação...
Veio, lá, de Portugal,
Um gajo remando a nau,
Sem encostá no timão.

Vinha três embarcação
Prás América Latrina:
A Santa, por tradição,
Era Maria, a divina,
Já que era imponente,
Acomodava mais gente,
Do a Pita e a Nina.

Aportaram em Therezina,
Capitá do Phiauy.
Se o mundo tem valgina
Niguém duvida é alí:
Terra quente, aconchegante,
Dá direito ao visitante
Fazê amô e xixi.

Da tribo dos Gauarani
Receberam as boa-vinda:
Manga, pitomba e pequi,
Refresco de tamarina;
Chibé de faria puba
Rapé de fumo suruba
Prá povilhá nas narina...

E a famosa cajuína
Na cola de sapateiro,
Rica em toda vitamina,
Foi no sabô ou no cheiro,
E pra fechá o menu:
Costelinha de urubu
Na brasa do candinheiro.

Seu cabral foi o primeiro
A gozá das honraria
Do tempero brasileiro,
Que os oceano escondia.
Comeu tanta guloseima,
Que ainda hoje queima
O “ó” de disenteria.

Na nau de Santa Maria,
Toda a tripulação,
Achava graça, si ria,
Daquela situação:
O coitado do Cabral
Escrevendo à Portugal
Com merda em letra de mão.

Pero Vaz, o escrivão,
De boa caligrafia,
Passava à limpo os borrão,
Que seu Cabral escrevia,
Omitindo do relato,
É bem verdade, de fato,
O quanto a merda fedia.

Até que um certo dia,
No vinte dois de abril,
Cabral fincou a rodilha
Num caroço de abil,
Dando fim na caganeira.
Cas tripa fez a bandeira
Num tronco de pau-brasil.

Um cacique mui gentil
Deu a ele de presente,
Mais dois caroço de abil,
No caso de algo urgente.
Com o sorriso lusitano,
Passô o resto do ano
Sem precisá das semente.

Ia vivendo contente,
Fazendo as expedição,
Quando meio de repente,
Prá mais de mil tubarão,
Cada um o mais valente,
Cas boca cheia de dente,
Atacô a embarcação.

Com as cueca na mão,
Os valente marinheiro,
Marcharam para o porão,
Em busca de um banheiro.
Como manda a hierarquia,
A patente e a valentia,
Tinha que cagá primeiro,

O capitão timoneiro,
O grande navegadô,
Que no solo brasileiro
Primeiramente pisô:
Pedro Álvares Cabral,
Por ordem de portugal
Foi quem primeiro cagô.

Cuma fazia calô,
Deixô a porta entreaberta,
Prá amostrá seu valô,
Sua corage secreta;
Sem soltá um só gemido,
Tudo que havia comido,
Inté o bolo da festa,

Virô, no suó da testa,
Troféu por tanta corage.
Ninguém no mundo contesta,
E hoje, em sua homenage,
Construíram uma pousada,
Que cobra numa cagada
Mas do que na hospedage.

Prá num perdê a viage,
O turista brasileiro,
Que tá ali de passage
No rumo do estrangeiro,
Tem parada obrigatória,
Pro mode ouví a estória
Limpando o "ó" com dinheiro.

E, assim, o ano inteiro,
Gente do sul e o norte
De janeiro a janeiro...
Navio de grande porte,
Vem pulá o carnaval
Onde atracô seu cabral,
Gajo cagado de sorte.

PS: Este cordel é apenas um modo jocoso de acarinhar todos nós, os
Luso-brasileiros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marli Franco
Amigo Diamante
Amigo Diamante


Data de inscrição : 03/07/2009
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: O fado e o xaxado   Qua Jan 13, 2010 3:45 am

Herculano

Querido Poeta nem sei o que escrever...(rs)
Bem o Mestre do soneto e também do cordel tanto em um como outro prende atenção desta leitora aprendiz.

Herculano este teu cordel é mais hilário que o filme da Carlota Joaquina.


Os meus aplausos caríssimo!

um beijo de violetas e meu carinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
herculano alencar
Amigo Prata
Amigo Prata


Data de inscrição : 16/07/2009
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: O fado e o xaxado   Qua Fev 10, 2010 5:16 am

Beijos, querida Marli!

Herculano
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O fado e o xaxado   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O fado e o xaxado
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ESPAÇO CULTURAL PARA OS AMANTES DA POESIA  :: VARANDA POÉTICA :: CORDEL-
Ir para: