InícioPortalCalendárioFAQRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Onde e Aonde
Qua Jul 06, 2011 7:17 am por Edvaldo Feitosa

» VENTO
Qua Abr 27, 2011 5:46 am por Odir, de passagem

» Quadra - Parabéns São Paulo
Ter Fev 08, 2011 2:28 am por Vilma Piva

» OUTONO - I - II - III
Ter Jan 25, 2011 2:55 pm por Vilma Piva

» FUGA / SOLIDÃO
Ter Jan 25, 2011 2:46 pm por Vilma Piva

» Folhas I
Dom Jan 23, 2011 9:38 am por Marli Franco

» Ausência
Dom Jan 23, 2011 9:35 am por Marli Franco

» DEUS NASCEU NO EXÍLIO
Sab Jan 01, 2011 5:21 pm por Vilma Piva

» COMIDAS DE ANO NOVO
Seg Dez 27, 2010 3:01 am por Vilma Piva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe | 
 

 OVOS DE PÁSCOA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Damião Cavalcanti
Amigo Bronze
Amigo Bronze
avatar

Data de inscrição : 03/07/2009
Localização : JOÃO PESSOA - PARAÍBA

MensagemAssunto: OVOS DE PÁSCOA   Seg Abr 05, 2010 9:16 am


OVOS DE PÁSCOA

Quarta feira passada, depois do jantar, vi três pequenas crianças, conduzindo pai e mãe, entre milhares de ovos de páscoa no supermercado. Era sufocante: ovos pendurados acima das nossas cabeças, dos lados, na frente e por trás de quem passava; ovos de todos os tipos e tamanhos, imitando os dos pássaros, codornas, até alguns maiores do que os dos gigantes dinossauros. Os pais pareciam sentir-se em território proibitivo; aos brilhantes olhos dos dois meninos e da menina só havia uma coisa: chocolate, um mundo de chocolates, cujo encanto faz também feliz muita gente grande, que não resiste às delícias do cacau. Conheço alguns que escondem chocolate dos filhos, não para que eles não os comam em excesso, mas para assegurar a si próprios a cobiçada mordida do doce escondido no cofre.
Pelo tamanho dos ovos no carro de compra, percebe-se o poder aquisitivo do comprador. Do endinheirado, que deixava aos seus bem vestidos filhos a escolha livre dos maiores e melhores ovos; do pobre pai que bem desejaria presentear à família maior quantidade daqueles melhores doces de Páscoa. Vez por outra, contava e recontava o surrado dinheiro, carregado cuidadosamente no bolso, calculando e recalculando o que poderia comprar, sem retirar na hora do caixa os saquinhos de feijão, arroz e farinha. As crianças insistiam em colocar os maiores e vistosos; o pai os devolvia à prateleira; a mãe pedia pelos filhos; enfim, o pai consentiu comprar três ovinhos do tamanho dos de avestruz.
Na hora do pagamento, apreensivo, acompanhou atentamente o crescente subtotal da pequena feira que pretendia levar para casa. E, à medida que se aproximava do total, ele separava o que não podia levar; dentre esses produtos, ficaram um barbeador descartável, um quilo de costela e três latinhas de cerveja que tomaria no feriado pascal. Mas, os filhos, satisfeitos com os ovinhos de chocolate, compensavam a apreensão do pai operário. A mãe conduziu as crianças ao ponto de ônibus e, ele os acompanhou, absorto, certamente planejando como ganhar mais para não diminuir o chocolate dos filhos. Afinal de contas, sempre constrangido por este vexame no Dia das Mães, das crianças, durante o Carnaval e às vésperas dos aniversários dos filhos, quando avisado por eles ou pela mulher:“ – Tem de comprar presente...” Nesse mundo de desigualdades, a grande maioria não consegue alguma coisa alusiva à Páscoa. A Semana Santa se restringe à Sexta-Feira da Paixão, ao acostumado jejum da duradoura e quotidiana vida de penitência.

DAMIÃO RAMOS CAVALCANTI
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vilma Piva
Amigo Diamante
Amigo Diamante
avatar

Data de inscrição : 02/07/2009
Localização : Araras - SP

MensagemAssunto: Re: OVOS DE PÁSCOA   Ter Abr 06, 2010 9:23 am

Damião, querido e Imortal Poeta,

Ovos de Páscoa......Data que marca renovação de vida, uma nova vida......E lembramos daqueles que levam sua vida em triste e dura penitência.....jejuando todos ou quase todos os dias? Esse é o quadro real de vida de uma grande maioria que seu texto nos faz refletir direta ou indiretamente entre a abundância para muitos e tão pouco ou quase nada para tantos....Bravissimo, Damião !!
Belissima Crônica de Páscoa!

Beijos Lindos,
Vilma
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
OVOS DE PÁSCOA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ESPAÇO CULTURAL PARA OS AMANTES DA POESIA  :: VARANDA POÉTICA :: SALA DA PALAVRA :: Crônicas-
Ir para: