InícioPortalCalendárioFAQRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Onde e Aonde
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeQua Jul 06, 2011 7:17 am por Edvaldo Feitosa

» VENTO
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeQua Abr 27, 2011 5:46 am por Odir, de passagem

» Quadra - Parabéns São Paulo
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeTer Fev 08, 2011 2:28 am por Vilma Piva

» OUTONO - I - II - III
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeTer Jan 25, 2011 2:55 pm por Vilma Piva

» FUGA / SOLIDÃO
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeTer Jan 25, 2011 2:46 pm por Vilma Piva

» Folhas I
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeDom Jan 23, 2011 9:38 am por Marli Franco

» Ausência
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeDom Jan 23, 2011 9:35 am por Marli Franco

» DEUS NASCEU NO EXÍLIO
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeSab Jan 01, 2011 5:21 pm por Vilma Piva

» COMIDAS DE ANO NOVO
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeSeg Dez 27, 2010 3:01 am por Vilma Piva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe
 

 João era meu homi (A saga de uma família de migrantes)

Ir em baixo 
AutorMensagem
Luna
Amigo Bronze
Amigo Bronze
Luna

Data de inscrição : 25/05/2010

João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) Empty
MensagemAssunto: João era meu homi (A saga de uma família de migrantes)   João era meu homi (A saga de uma família de migrantes) I_icon_minitimeTer Jun 01, 2010 6:48 am

Cumpadi qui sina triste
a morte di tua muié.
Botemu dedu em riste
é nu nariz dus coroné

Eu também num tive sorti,
pois eu perdi mó cumpanheru.
Nóis viemu lá du norti,
para u Rio di Janeru.

Veiu eu, ele i dez fio,
nesse sonhu di mudança,
i cheguemu aqui nu Rio
para vivê di isperança.

Nós passemu muita fomi,
vimu muita da tristeza.
Nu Brasil isso tem nomi,
que é a tar da safadeza.

Toda a riqueza qui nóis vê
somu nóis qui produzimu,
mas vem dotô qui sabi lê
diz: - É meu! Acreditemu.

I foi nessa dura lida
qui u meu homi sucumbiu.
Trabalhô duru na vida,
du andaime ele caiu.

Labutava di pedreru,
dia di sór i di chuva.
Saia sempri ligeru,
i num durmia na curva.

Foi qu'um dia sem cumida,
sua vista foi turvada,
a mente infraquecida,
i morreu numa tombada.

I agora, mó cumpadi,
vivo só co mó dez fio.
Nenhum patrão nus acodi,
temu fomi e muitu frio.

Luma
[b]
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
João era meu homi (A saga de uma família de migrantes)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ESPAÇO CULTURAL PARA OS AMANTES DA POESIA  :: VARANDA POÉTICA :: CORDEL-
Ir para: