InícioPortalCalendárioFAQRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Onde e Aonde
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeQua Jul 06, 2011 7:17 am por Edvaldo Feitosa

» VENTO
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeQua Abr 27, 2011 5:46 am por Odir, de passagem

» Quadra - Parabéns São Paulo
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Fev 08, 2011 2:28 am por Vilma Piva

» OUTONO - I - II - III
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Jan 25, 2011 2:55 pm por Vilma Piva

» FUGA / SOLIDÃO
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Jan 25, 2011 2:46 pm por Vilma Piva

» Folhas I
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeDom Jan 23, 2011 9:38 am por Marli Franco

» Ausência
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeDom Jan 23, 2011 9:35 am por Marli Franco

» DEUS NASCEU NO EXÍLIO
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeSab Jan 01, 2011 5:21 pm por Vilma Piva

» COMIDAS DE ANO NOVO
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeSeg Dez 27, 2010 3:01 am por Vilma Piva

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe
 

 Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta

Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidad
Convidado



Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Empty
MensagemAssunto: Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta   Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeSeg Jun 14, 2010 6:02 pm

Qual sua opinião a respeito da poesia concreta e neoconcreta, acaba de sair o seguinte artigo a respeito, aproveite e opine:

http://gsandres.wordpress.com/2010/06/11/poemas-concretos-e-neoconcretos-%e2%80%93-a-poesia-que-nao-aconteceu/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marli Franco
Amigo Diamante
Amigo Diamante


Data de inscrição : 03/07/2009
Localização : São Paulo - SP

Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Empty
MensagemAssunto: Re: Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta   Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Jun 15, 2010 3:26 am

Sandres

Poeta visitei o teu espaço e apreciei o artigo.
Para opinar sobre o assunto eu necessitaria de estudo,
no momento não tenho tempo disponível.

saudações poéticas
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Barra5Fcuando
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Empty
MensagemAssunto: Re: Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta   Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Jun 15, 2010 3:30 am

Obrigado Marli, fico feliz por vc ter apreciado o artigo, tenho muito material ainda pra dividir, são pesquisas, entrevistas e críticas, com poetas consagrados de nossa literatura, Mario Quinta, Drummond e Ferrira Gullar serão os próximos, sempre lanço também as novidades sobre os livros que estão recentemente sendo editados, para quem sabe não angariar novos leitores.

Um abraço e até breve.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Amigo Bronze
Amigo Bronze
Luna

Data de inscrição : 25/05/2010

Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Empty
MensagemAssunto: Re: Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta   Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Jun 15, 2010 5:15 am

Sandres, li o artigo e discordo da conclusão do escritor:

"os poemas concretos nos ensinam como não escrever, o que não é poesia e o
que de mais inútil podemos fazer com a arte
.".

Defendo, e vou me repetir, a liberdade de expressão (evidentemente desde que não esbarre nos direitos de ninguém). A poesia concreta possibilita a comunicação além do que as palavras podem fazer. O uso do espaço, do som, e da forma é algo fascinante na arte plástica e na literatura. Então, por quê não unir as duas?
O que acho que deveria ser abolido é essa história de "moda", pois formata, prende, inibe a criatividade. Sendo assim, que venham outros movimentos, muitos outros, mas não para ofuscar ou inibir os existentes, mas para somar.

Beijos

Luna
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Empty
MensagemAssunto: Re: Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta   Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Jun 15, 2010 7:58 am

Acho sem relevância a poesia concreta, como defendi no próprio post. Até pq a poesia ela é uma expressão necessariamente sonora, alguém que não domine a gramática, pode compor e recitar um grande poema. Peço que alguém por favor me recite um poema concreto. É simplesmente impossível, como algo pode transfigurar-se como poesia, se nem mesmo consegue ser recitado, que talvez seja o pilar central da poesia. Arte, se é que dá pra chamar assim, obsoleta. Nem um pouco construtiva.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Amigo Bronze
Amigo Bronze
Luna

Data de inscrição : 25/05/2010

Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Empty
MensagemAssunto: Re: Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta   Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitimeTer Jun 15, 2010 10:05 pm

Sandres, embora respeite a sua opinião, acho que os movimentos podem se interpenetrar, ou não. Postei uma de minhas poesias que entendo como concreta - "E as folhas caem". Dê uma olhada e veja se você não pode recitá-la. Evidentemente, que a apresentação de uma poesia concreta não é completa só com os recursos sonoros, precisa de recursos visuais para compreendê-la totalmente. Por outro lado, os recursos visuais mostram a mensagem da poesia concreta em sua plenitude.

Meu blog: http://evivendoquesevive.blogspot.com

Cadê o teu?

Beijos

Luna
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta Empty
MensagemAssunto: Re: Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta   Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta I_icon_minitime

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sobre poema e poesia concreta e neoconcreta
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ESPAÇO CULTURAL PARA OS AMANTES DA POESIA  :: VARANDA POÉTICA :: SALA DA PALAVRA :: Crônicas-
Ir para: